Perder peso é mais do que uma questão de cortar calorias

Calorias, dieta, nutrição, emagrecimento
Perda de peso e emagrecimento na obesidade

“Por que algumas pessoas perdem mais peso que outras, mesmo fazendo a mesma dieta?”. Essa é uma questão frequente mas que começa a ser respondida pela comunidade científica. Os pesquisadores do Phoenix Epidemiology and Clinical Research Branch comprovaram que existem variações individuais que influenciam a perda de peso em pessoas obesas. O artigo foi publicado agora, dia 11 de maio, na revista Diabetes.

O trabalho foi realizado com 12 homens e mulheres obesos. Eles passaram por uma dieta com restrição de calorias (cortaram as calorias em 50%) durante 6 semanas. Antes de iniciar a dieta, a taxa metabólica de repouso foi medida em jejum e depois acompanhado durante o protocolo da dieta. A taxa metabólica é quanto uma pessoa gasta de calorias quando está em total repouso. Geralmente, ela é medida pela manhã, com a pessoa em jejum, minutos após acordar. Essa taxa vai nos dizer se o metabolismo está mais lento, normal ou mais rápido.

O estudo mostrou que as pessoas que menos perderam peso durante a dieta foram aquelas cuja taxa metabólica caiu mais durante o jejum ( aquela primeira medida, feita antes da dieta começar). Isso significa que existem diferentes respostas ao corte de calorias entre pessoas do mesmo sexo, do mesmo peso e da mesma idade, pois, apesar de terem características semelhantes, o funcionamento do metabolismo é diferente. Ou seja, algumas pessoas obesas vão precisar compensar essa queda do metabolismo durante a dieta com outras estratégias, como exercício mais intenso para conseguir perder peso, da mesma forma que os obesos com o metabolismo menos lento.

A cientista Susanne Votruba diz que “enquanto fatores comportamentais, como adesão à dieta, afetam a perda de peso a longo prazo, nosso estudo sugere que nós devemos ver um cenário maior, que inclua a variação fisiológica individual”.

Em outras palavras, isso vem corroborar a máxima que o que vale para o vizinho, pode não valer para você e que, cada vez mais, após tratamento para perda de peso deve ser individualizado, sem dietas prontas. Cada organismo é um organismo e eles respondem de formas diferentes à mesma intervenção.

Para saber mais sobre o estudo, veja a página do NIH e da revista Diabetes .