Vegetarianismo e preconceitos

Decidi abordar esse tema devido a uma amiga vegetariana, no caminho do veganismo e, principalmente, pela sua queixa principal: ter consultado profissionais de saúde que confrontaram sua decisão. Então, vamos esclarecer alguns pontos do vegetarianismo e até saber do que se trata.

Vegetariano é a pessoa que tira da sua dieta qualquer tipo de carne. Se ela consome leite e derivados e ovos, ela é ovo-lacto-vegetariana. Se só consome, de origem animal, ovos, é ovo-vegetariana e se só leite, lacto-vegetariana. Quem não consome qualquer produto de origem animal é vegano. Se você come peixe, mesmo que uma vez por semana, você não é vegetariano.

“Cortei a carne, sou vegetariano e estou com sobrepeso”. Sim, pode ter cortado as carnes, mas se mantém grande consumo de massas, alimentos com farinha branca, açúcar refinado e frituras, a dieta continua ruim e o peso com tendência a aumentar. Não basta cortar carne, tem que saber escolher os alimentos.

As maiores preocupações com os vegetarianos são as deficiências de algumas vitaminas e minerais e o baixo consumo de proteína. Os alimentos de origem animal são a única fonte de vitamina B12 na natureza. Assim, quem consome pouco deles, não ingere a necessidade diária  vitamina B12. Essa vitamina é responsável pela formação das células sanguíneas, pela transmissão dos impulsos nervosos e formação do sistema nervoso central quando ainda somos embriões. Além de participar de várias reações metabólicas no nosso corpo. Sabiamente, a natureza nos deu um estoque de B12, mas extremamente limitado. Quem tem deficiência dessa vitamina, pode ter anemia e alterações neurológicas graves, levando até a paralisia de movimentos, alterações do equilíbrio e psicoses. Se a pessoa não consome alimento animal, ela precisa fazer exames regulares para saber o nível de B12 e, se necessário, fazer a reposição através de comprimidos ou injeções.

A anemia também pode ser causada por deficiência de ferro, incomum entre vegetarianos, pois o ferro é encontrado em folhas escuras, leguminosas e em legumes. O zinco pode estar abaixo do normal, pois apesar de existir zinco nos alimentos vegetais, a quantidade seria menor. Quem é ovo-lacto ou lacto-vegetariano, consome cálcio nos derivados do leite e conseguem manter os níveis normais deste mineral.

Mas a dieta vegetariana tem um grande porém: as proteínas. Proteínas completas são aquelas que contém todos os aminoácidos essenciais (aqueles que nosso corpo não produz). As proteínas completas da natureza são as de fonte animal, a soja e a quinoa. Com exceção desses dois últimos, as proteínas vegetais são incompletas. Para que um vegetariano consuma proteína de alta qualidade além da soja e da quinoa, ele precisa combinar alimentos, pois a deficiência de um pode ser o forte do outro. O grande exemplo está no prato do brasileiro: feijão com arroz, a mistura da leguminosa (feijão) com o grão (arroz), que formam uma proteína completa. Entretanto, a quantidade de proteína ainda é menor que nos produtos animais.Por razões de filosofia de vida, muitos não aceitam produtos industrializados, o que, por muitas vezes, dificulta atingir a necessidade diária de proteína, que poderia ser feita através de suplementação.

Repito o que disse a essa amiga. Primeiro, não acho que seja papel do profissional de saúde julgar essa escolha e, sim, orientar para que a pessoa mantenha sua saúde. Segundo, é necessário acompanhamento médico sim, pois as deficiências nutricionais podem surgir sim, mas de uma forma lenta, de difícil reconhecimento e podem levar a um quadro grave. Terceiro, se for mulher, em idade fértil e querendo engravidar, é necessário traçar um plano com estratégias, pois o bebê necessita de vitamina B12 e vários outros nutrientes para que haja formação do seu organismo e do sistema nervoso, principalmente no início da gravidez. Quarto, adultos têm capacidade de julgamento, crianças ainda não. Forçar uma criança a ser vegetariana ou vegana desde muito cedo é complicado, pois assim como o bebê dentro do útero da mãe, a criança é um organismo em desenvolvimento que precisa de grandes quantidades de nutrientes e que podem estar diminuídos ou ausentes quando retiramos um grupo inteiro de alimentos de suas dietas.

Informação é importante para manter os vegetarianos saudáveis, pois consumir menos alimentos animais já é um grande passo da direção de uma saúde melhor. Bastam pequenos ajustes e escolher o momento adequado para praticar essa filosofia de vida. E se você é atleta e se pergunta se é uma boa opção virar ou permanecer vegetariano/vegano, leia sobre vegetarianismo e suplementos.